Clínica de Psicología em Lisboa

ITAD » Blog » Dicas para lidar com crianças hiperativas

Dicas para lidar com crianças hiperativas

Postado por sergio, em 20 Julho 2013 na Psicologos

As crianças hiperativas são geralmente muito difíceis de educar ou lidar, em grande parte devido à falta de atenção que muitas vezes os caracterizam. Por isso, aprenda algumas dicas para lidar com crianças com hiperatividade. Estas ditas estão escritas mais especificamente para mães com dificuldades com os filhos.

Dicas para lidar com crianças hiperativas

As crianças hiperativas tendem a ser muito desobedientes pois normalmente fazem o contrário do que lhes é pedido, algo que o Dr. Sérgio Pereira chama de negativismo ativo. Se tem um filho hiperativo, pode começar a sentir-se aliviado depois de ler esta pagina. Aprenda algumas estratégias e dicas para lidar com crianças hiperativas.

As crianças hiperativas são um desafio a qualquer educador! São muito agitadas e energéticas e normalmente apresentam também uma grande dificuldade em se manterem atentas e focadas numa tarefa, especialmente quando a atividade não é do seu agrado.

A situação é mais comum do que se imagina mas a boa notícia é existem várias estratégias que pais e professores podem adotar para ajudar a resolver ou a diminuir os comportamentos indesejados.

  1. Provavelmente está a precisar de descansar, mas o seu filho está cheio de energia. Um dos comportamentos que se deve banir é o evitamento “Vou-me embora pois não aguento mais!”. A criança sentir-se-á rejeitada e provavelmente apelará ainda mais à sua atenção. Caso isto aconteça, então simplesmente respire fundo e converse com o seu filho sobre temas que sejam importantes para ele, amigos, escola, jogos… verá que aos poucos se tranquilizará e depois disto poderá brincar de forma mais autónoma sem necessitar de toda a sua atenção.Isto pode evitar que um dia ele faz uma asneira como partir um copo e você lhe bata ou outros dia ele deixe cair um copo e você diga que não faça mal e que não pise o chão para não se aleijar que você vai já apanhar os vidros.
  2. Tente ou evite ser impulsiva. Não rebente. Cuide-se pois vai ajuda-la nisso.
  3. Aprenda e ensine o seu filho a respirar segundo as técnicas de respiração do diafragma. O seu filho vai aprendendo a ter mais consciência e controlo sobre si próprio e em poucos minutos sentir-se-á mais relaxado e tranquilo. Experimente também, vai adorar!
  4. Inscreva-o em algumas atividades extra-curriculares em que se sinta enquadrado e que o façam cansar-se (artes marciais, atletismo, futebol, música, etc). Vai aprender a libertar e controlar a energia.
  5. Evite que ele jogue em tablets ou veja muita televisão recreativa.
  6. Evite atividades agressivas como os jogos de consola ou computador em que haja comportamentos de luta.
  7. Alguns nutricionistas recomendam incluir na dieta ginseng e também cascas de maça fervidas durante cinco minutos. Omega-3 do salmão, sardinha e dourada, peixes que as crianças ate costumam gostar pro serem gordos e não secos.
  8. Jogos criativos e interessantes para se divertirem todos em família. Como por exemplo o jogo da caça ao tesouro, rei manda, etc. É uma forma diferente de libertar a energia. Melhor que estarem a discutir o tempo todos.
  9. Não a repreenda por todas as ações que ela realize pois irá diminuir ainda mais a sua auto-estima e irá contribuir para um desajuste social. Se as suas regras são todas de punição, deixa de ser possível cumprir. Até para si! Quanto mais uma criança.
  10. Planifique regras de comportamento a serem cumpridas na casa ou fora dela e anote-as num local especial de fácil acesso para que as veja constantemente.
  11. As regras devem ser sempre com finalidades ou objetivos a alcançar.
  12. Realce as qualidades positivas e os méritos que a criança demonstra, seja na sala de aula ou em qualquer atividade extracurricular, ou mesmo em casa.
  13. Os elogios devem ser específicos e enquadrados com a situação e não em excesso.
  14. Encha-se de paciência e sempre que puder, demonstre carinho e palavras afetuosas pois irão incentivá-lo.
  15. As massagens são algo que verificamos eficaz nestas crianças pois permitem alcançar uma tranquilidade difícil de conseguir e farão com que se sintam aliviadas do stress que sofrem.
  16. Os pais devem divertir-se com os filhos. Saia de casa e da rotina de ralhar, criticar, castrar, castigar, dar ordens. Num parque, a jogar a bola, a correr um do outro, andar de bicicleta, andar de balouço enquanto falam, jogar ao berlinde, etc etc podem estar imenso tempo com os seus filhos sem impor regras ou  critica-los. Fica sim imenso espaço para a nutrição da família e construção da criança enquanto ser humano feliz e inteligente.
  17. Não castre hiperativo. Pense ele tem problemas que ele próprio não consegue lidar. Não é que não queira comportar-se de forma diferente, o problema é que ele não consegue. Não piore a sua condição, mas ajude-o.
  18. Algo extremamente simples, quando você chega a casa, deixe tudo o que tem de fazer e fale com ele. Provavelmente sabe o básico dele, gosta ou não gosta, sim ou não, mas não sabe o que ele pode estar a sentir. Pergunte o que sente em relação a cada amigo mais próximo. Ensine-o a valorizar e experimentar os sentimentos sobre o que está acontecer.
  19. De-lhe uma solução em casos de dificuldades, pois estar a culpar-se ou culpar os outros não o vão ajudar a prender a solucionar os problemas que vão acontecendo na vida.

Lembre-se que no caso de crianças hiperativas (http://www.itad.pt/blog/criancas-hiperativas/), a ligação família-escola é essencial. Não se torture mais, siga estas dicas para lidar com crianças hiperativas e veja como funcionam.

Se tem um filho que suspeite que tem hiperatividade e deficit de atenção, e pretenda dispor de uma avaliação rigorosa para conhecer exatamente o que está acontecer com ele e como o poder ajudar, contacte o Instituto de Apoio e Desenvolvimento – ITAD, Clínica de Psicologia em Lisboa localizado na Av. Almirante Reis n59 – 1Esq, 1150-011 Lisboa. Os nossos telefones de contacto são o 211 371 412 – 961 429 911.

Se precisar de ajuda com o seu filho no diagnóstico ou na aplicação das técnicas expostas, contacte-nos para que os resultados sejam mais rápidos e fáceis de alcançar.

Dr. Sérgio Pereira
Psicólogo na Clínica do Itad em Lisboa
Clínica de psicologia em Lisboa ITAD
Psicologia ITAD em Lisboa
Av. Almirante Reis nº59 1ºEsq 1150-011 Lisboa – Portugal
211 371 412 – 961 429 911

 

Palavras relacionadas:

Comentários

92 comentários para "Dicas para lidar com crianças hiperativas"

  • Carlos Farias
    22.11.2014

    Sou professor da Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais, Brasil. Tenho um filho esquizofrênico de 26 anos. Há três anos, ele está em tratamento psiquiátrico e psicológico. Quero me orientar mais sobre a minha atuação para melhorar o problema. Parabéns pelo sítio.

    • maria alice
      07.03.2018

      Bom dia !
      Tenho um neto de 6 anos e 10 meses q. mora em minha casa juntamente com os pais. Ele é super agitado, não aceita a escola tão pouco fazer tarefas escolares. Seu comportamento é agressivo (agressão verbal r física) em qualquer situação, não respeita ninguém…ele só quer brincar (bicicleta, desmontar algo etc..).
      Obs; minha nora é muito agressiva e não aceita tratamento psiquiátrico. Ela bate nele todos os dias, varias vazes e libera palavras ofensivas e de baixo calão (idiota, imprestável, favelado, burro, baiano, viado,desgraçado, retardado, vou te dar um murro e quebrar seus dentes, gordo, vc nunca vai ser ninguém na vida, te odeio, entre palavrões etc..).
      Estou desesperada sem saber o que fazer.
      Minha pergunta:
      Meu neto tem recuperação…a mãe tem culpa em seu comportamento..

      att.
      alice

      • Lorenna Scremin
        05.04.2019

        Meu filho de 4 anos e meio é muito agitado, não para um minuto, não brinca sussegado é sempre com violência, sempre quebra seus brinquedos, não fica quieto pra assistir, não dorme direito, sempre chora durante a madrugada, chuta e se bata bastante, eu não sei mais oque fazer, ele tem não presta atenção em nada

    • valeria matias Azevedo de carvalho
      02.07.2019

      dr como posso fazer com meu filho de 2 anos e 8 meses que foi diagnósticado com depressao bipolar e faz uso de respiridona e ta muito nervoso outra vez mim ajude nao sei como lhe da

  • Cao
    22.10.2016

    Ajudou imenso com uma criança bem chata que ficou em minha casa durante 2h. Obrigada, mas n funcionou

    • 27.10.2016

      De que forma o podemos ajudar ?

      • Priscila
        06.12.2017

        Meu filho tem 5 anos e é praticamente impossível
        Ele faz uso de risperidona mas não TÁ adiantando muito.
        O q devo fazer?

        • joyce Oliveira
          14.05.2019

          Priscila vamos trocar contato, meu filho tem 5 anos e usa respiridona. Preciso conversa com alguma mae, que passe pelo mesmo que eu. meu zap 21 969833721

  • Sara Ghirelli
    11.12.2016

    Ola tenho bastantes problemas com o meu filho de 4 anos.. nao consigo a imporme em manheira nenhuma ja tentamos muitas opçoes mas seja eu o meu marido e tambem os meus pais nao estamos conseguir que ele seja com um comportamento correcto. Ele è muito energico e tambem nunca consegue ficar com atencao por mais de 15 20 min a uma coisa.. nao liga a quasi nenhum brinquedo e ultimamente esta a tornarse um pouco violento. .. nos estamos muitos mau porque somos boas pessoas e sempre lhe demos o carrinho e a atencao que merece … podem ajudar nos?

    • 08.02.2017

      Boa tarde Sara. Lamentamos a tua situação familiar pois sabemos o quanto é complicado viver nessa dinâmica.
      MAs claro que podemos ajudar pois somos especialistas em comportamento infantil.
      Desde modo, pergunto-lhe onde vive ?

      • claudia
        16.08.2017

        tenho um neto de 4 ano e 6 meses e hiperativo não quero dar o remedio que a neurologista receito venvase acho muito forte, meu neto e muito inteligente dorme bem so e muito agitado com devo agir com ele

  • Alberto
    23.02.2017

    Boa tarde!
    Obrigado pelo artigo publicado!
    Tenho um neto de 6 anos com diagnóstico de TDAH e realmente é difícil ter o comodi das ações o tempo todo. Cado sempre sobre condições demandadas por ele.
    Claro que as dicas são importantes. Gostaríamos de conhecer mais experiências bem sucedidas com crianças com TDHA.
    Observamos obseguinte:
    1) nas oficinas de capoeira o mestre(professor) tem comando da situação obtemos todo com um simples indicar de dedo 👇🏻;
    2) A pedagoga também consegue ficar no comando.
    Como estar no comando da situação, com o garoto?

  • Lisete
    29.06.2017

    Por favor preciso de ajuda,pois o meu filho tem hiperatividade e défice de atenção, tem muito baixa estima,tem 13anos e parece que nunca mais cresce de cabeça,está muito acriançado. E quando não é medicado,está constantemente a ser desobediente e parece que goza com as pessoas,neste caso com o pai e mãe,em situações sérias ele ri-se e diz que não sabe porque se ri,mas não é de propósito. Damos-lhe educação, o pai é muito rijo com ele mas na há maney de o ver a crescer e mudar o comportamento.

    • Patricia
      20.03.2019

      Tenho um filho se 11 anos que em julho fará 12,ele é mt imperativo nervoso e Mts das vzs agressivo e ando sem paciência

  • claudia
    16.08.2017

    tenho um neto de 4 ano e 6 meses e hiperativo não quero dar o remedio que a neurologista receito venvase acho muito forte, meu neto e muito inteligente dorme bem so e muito agitado com devo agir com ele

  • tania santos
    16.09.2017

    Eu penso ter uma criança de 6 anos que tem défice de atenção c hiperatividade
    Não para quieta. Não ouve o que se lhe diz por mais de 5 mins. Tenho um questionário preenchido pela educadora e uma sugestão do pediatra de desenvolvimento para procurar um Psicologo infantil clinico que me ajude a diagnosticar esta situação e se possivel a tratá-la uma vez que eu não estou a conseguir lidar com a situação! Evito ao maximo gritar com ele mas é quase impossivel uma vez que ele faz exatamente o contrario do que lhe pedimos e dizemos-lhe uma coisa e 2 mins depois já está a fazer exatamente o contrario do que lhe pedimos.
    Tem uma obsessão com animais e passa a vida a fazer de animal!
    Entrou este ano no 1º ano e estou em pânico! Temo que não o percebam e ele se retraia uma vez que é muito fechado quando tem problemas
    Quero ajudá-lo!

  • Susana
    01.11.2017

    Boa tarde, tenho um sobrinho que lhe foi diagnosticado hiperatividade , a minha irmã está a precisar de ajuda pois está a leva-la á exaustão. Ele tem 5 anos.

  • Mara
    23.11.2017

    Ola. Tenho um filho de 7 anos na escola as professoras insistem por dizer q ele nao consegue se concentrar na aula, mais em casa ele é uma criança normal,porem na escola da igreja a monitora me relatar a mesma coisa. O que posso fazer?

  • Odete
    03.12.2017

    Dr Sérgio, li seu artigo no site e gostei muito. Estou passando por um”problemão” com meu filho de 8 anos, desde pequeno ele sempre foi muito agitado sendo que agora tomou proporções maiores, ele vem tendo um comportamento violento na escola com os amigos e em casa com os irmãos. Ele tem TDHA e estou desesperada sem saber como lidar realmente com essa situação. Se tiver como o Senhor me ajudar.
    Desde já agradeço.

    • 07.03.2019

      Como lhe podemos ajudar ?
      Até Sérgio Pereira

  • Camila Mafra
    05.12.2017

    Minha filha tem 3 anos e não obedece a professora na escola e nem os pais em casa. Agora resolveu bater nas coleguinhas. Não consegue ficar sentada escutando uma história e se joga no chão. Se vou ao supermercado é um problema, grita e chora quando quer alguma coisa. Por favor me ajudem. As pessoas me julgam pelo mau comportamento da minha filha.

  • Alberto Dos Santos Junior
    18.12.2017

    Boa tarde eu tenho um filho assim impossível de lhe dar com ele pq ele ñ vive comigo vive com a mãe dele em Fortaleza ele vem aqui em casa nas férias de dezembro passar o fim do ano comigo e meus pais mais estou ficando muito estressado pq ele e mal educado ñ tem limite em nada e eu não sei mais o que fazer pq a mãe dele e a vó dele deixa ele fazer o que quiser e quando ele chega aqui o estresse e inevitável. Gostaria de ajudar de como devo agir com ele.

  • simone
    25.12.2017

    Meu filho tem 5 anos e uma criança super inquieto!!

  • Luziane
    26.12.2017

    Preciso de ajuda minha filha e muito ativa nem uma criança gosta de brinca com ela ela não saber dividir os brinquedo sempre machuca os coleguinha sem querer pergunta de mais e curiosa de mais

  • Rafaele
    13.01.2018

    Olá, boa tarde!
    Depois de muito a família falar sobre crianças imperativas, resolvi ler sobre isso. E me identifiquei muito. Pois ninguém consegue ficar com ele para que eu possa trabalhar, me indentifiquei bastante.
    Como vcs podem me ajudar?

  • Leidiane de Moraes
    03.02.2018

    Boa noite, qual especialista posso levar meu filho para diagnóstico de déficit de atenção com hiperatividade? Preciso tirar essa dúvida da cabeça e saber comp lidar com essa situação, desde já agradeço.

    • 12.02.2019

      Psicólogo educacional assim como o pediatra são os únicos técnicos habilitados para diagnosticar essas problemáticas.
      Como em tudo, quanto melhor e mais experiente o técnico, melhores resultados mais ter.
      Att. Sérgio Pereira

  • Neiva
    03.02.2018

    Meu filho tem 3 anos e não e nada fácil nosso dia dia
    Ele e uma criança muito agitada e teimosa quando digo VC não pode fazer certas coisas não e legal isso não e bom. Ai que ele faz pior
    Tem hora que eu finjo que não vejo se falo fica mais difícil
    Necessitou muito de ajuda
    Obrigada

  • Márcia
    19.02.2018

    Socorro o meu filho me deixa de cabelo em pé e eu ja n sei o fazer mais com tanta hiperatividade

  • Denise
    19.02.2018

    Boa noite!
    Meu filho tem 3 anos,ele é muito,mas muito energético.não para.moro em recife,por favor me ajudem pois eu não estou sabendo como lhe dar com ele.
    As vezes perco a cabeça e lhe dou umas palmadas.
    Fico muito triste com isso,pois não fui criada assim.decidir coloca lo de castigo.por favor me ajude pois Eu AMO MEU FILHO

  • Veridiana
    24.02.2018

    Oi.minha filha e muiyo inquieta e agitada.as vezes acho q vou enlouquecer pois ela n me escuta e faz tudo ao contrário.ta sempre ligado no 220w.

  • rosenil
    01.03.2018

    Boa noite tenho um sobrinho com sintoma de hiperatividade. Está com dificuldade para aprender. Pois não se concentra para as atividades. E o diagnóstico que a escola orienta é medicamentoso. De que forma podemos ajuda_lo sem ser com remédios?

  • Cledivane
    04.03.2018

    Pesso ajuda ou melhor pesso socorro tem horas q tenho vinda de de morrer pq amo meu filho mas tem horas q não sei o q fazer não twnho controle de nada estou abeira de um colapsos me digam jogos q posso comprar q tarefas posso faze dentro de casa to pra correr louca

  • DIVA
    12.03.2018

    Meu filho apresenta todos os sintomas de hiperatividade. Todos os dias a professora faz reclamação dele , dizendo que a chutou por ela lhe chamar a atenção . Ele se diverte empurrando e até batendo nos colegas para chamar a atenção p brincar . Ele tem 4 anos e eu estou desesperada com tudo isso. Também preciso de ajuda .

  • Michele Priscila da Silva
    19.03.2018

    Ajuda bastante mas como é que devemos agir com as outras pessoas tipo sociedade e escola?
    Pois pelo que estou passando alguns professores estão completamente despreparados para lidar com crianças com hiperatividade e defit de atenção desde já obrigado

  • Luana
    20.03.2018

    Primeiramente obrigada pelas dicas, realmente serão de grande ajuda. Moro no sudoeste do Paraná no Brasil e Tenho uma sobrinha de 6 anos que é hiperativa, não sabemos mais o que fazer com ela, recebemos muitas reclamações da escola, ela fica muito nervosa quando dizemos que não pode bater nos colegas ou quebrar coisas, e por fim não sabemos mais o que fazer já que falar não resolve! Estamos preocupados com medo de ela perder o primeiro ano da escola! Pode nos dar alguma dica?

  • Audenice
    22.03.2018

    Tenho duvidas se minha filha é imperativa pois ela é tem momento que ela muito estressada sangada quer joga as coisa em mim nao se comporta nao gosta de esta aonde tem muita gente

  • Audenice
    22.03.2018

    Ela tem 2 anos e 6 meses

  • Simone Rodrigues
    23.03.2018

    Bom dia!!!
    Hj a pediatra da minha filha encaminhou ela para o neurologista, desde bebezinha ela nunca dormiu bem, chorava demais, afinal chora até hj por tudo, muito estressada, da pitis. Tô muito triste e cansada não sei o que fazer 😥

    • 04.04.2018

      Que idade tem a sua filha ?
      Atentamente Sérgio Pereira. Psicologo

      • Raiane
        23.04.2018

        Oi doutor, trabalho com crianças e adolescentes em risco mais em 10 anos nunca tive tanta dificuldade com a imperatividade, pode me ajudar

        • 19.05.2018

          Apreciada Raiane,
          Dispomos de cursos para ajudar professores e pais a lidarem com a hiperatividade, assim como um programa especifico de tratamento da hiperatividade e falta de atenção.
          Tem a possibilidade de estar presente em algum dos nossos cursos ?

          Atentamente Dr. Sérgio Pereira

  • Luana Abi Saber
    02.04.2018

    Obrigada pela publicação, tenho uma filha de 12 anos imperativa, mas muito dócil, amorosa mas se enquadra em diversos fatores exposto pelo senhor.
    Pena estar longe pois com certeza gostaria de poder fazer o tratamento dela no seu consultório.
    Parabéns pela iniciativa.

    • 04.04.2018

      Obrigado pelo seu comentário construtivo sobre a nossa página.
      Mesmos sendo de longe dispomos da modalidade de consultas por Skype para os pacientes que não vivem em Lisboa.
      Ou tente vir a uma primeira consulta para lhe podermos dar ferramentas para você mesma ajudar melhor a sua filha.
      Att. Sérgio Pereira

  • Angela
    07.04.2018

    Sou catequista e tenho em minha turma um garotinho de oito anos,ele fala otempo todo, não obedece,faz gracinha, será interatividade ou apenas mal costume?, não estou conseguindo dar o encontro, nem terminar uma dinâmica.Será que podem me ajudar?

    • 27.04.2018

      Para ter um diagnostico desses seria necessário avaliar convenientemente a pessoa em questão.
      Contudo poderá experimentar técnicas de relaxamento e comportamento com ele, antes das aulas, para tentar aprender a minimizar cada vez mais os seus comportamentos desajustados.
      Att. Sérgio Pereira

  • Joosy Maria Pereira de Souza
    08.04.2018

    Tenho um neto de um ano e é muito inquieto, corre e brinca o dia todo não dorme direito a mãe muito cansada. Não dorme super estressada. percebo o cansaço no rosto dela. Gostaria de ajudá-la o que devo fazer?

    • 27.04.2018

      Apreciada José, na sua questão referiu que o seu neto tem 1 ano e meio ?
      Att. Sérgio Pereira

  • Juliana Lopes
    10.04.2018

    Minha filha de 3anos foi no neuropediatra e ele receitou remédio sem avaliar….ela não é agressiva e sim não para quieto….votaria de saber o que posso fazer sem remédio?

    • 27.04.2018

      Com 3 anos é muito recente para medicar uma criança por problemas de comportamento, mas isto é a minha opinião, pois cada caso tem de ser avaliado convenientemente. Por sim consultar outro especialista para ter uma outra opinião.
      Contudo se procurar médicos poderá estar a direcionar a sua ajuda para a via da medicação. Tente procurar um psicólogo para lhe poder ajudar a si a à sua filha em problemas de comportamento. Poderá ser mais adequado.
      Att. Sérgio Pereira

  • Sofia Lume
    19.04.2018

    Boa tarde, aqui na ilha da Madeira, vocês têm algum representante??

    Desde já obrigada.

    • 27.04.2018

      Apreciada Safia, dispomos de modalidade de consultas por skype.
      Modalidade muito usada para pacientes que não vivem perto de Lisboa.
      Prentede mais informação sobre esta modalidade ?
      Att. Sérgio Pereira

  • Penelope
    20.04.2018

    Tem um filho também que ele é hiperativo ele tem 4 anos ele não para um segundo quieto ele é uma criança que até indo para escola os professores estão tão reclamando dele com a minha esposa entendeu ele não tá querendo atenção na aula ele não para quieto ele não dá atenção aos professores não dá atenção diretora e não para aí a professora indicou até uma psicopedagoga para ele sendo que eu tô vendo a dica aí quero ver se o senhor pode me ajudar em algo por favor

    • 04.06.2018

      O tratamento para o deficit de atenção é um processo que tem de ser iniciado presencialmente nas nossas clinicas.
      Tem possibilidade de vir a uma consulta na nossa clinica em Lisboa para uma avaliação ?

  • Regiane Aparecida
    23.04.2018

    Minha filha não para nem quando está comendo , é muito teimosa, não obedece, é desligada em tudo não sei mais o que fazer

    • 04.06.2018

      Pode experimentar deixar ela escolher a comida, se quer carne ou peixe, mas que veja a escolha.
      Pode responsabiliza-la por ser ela a chefe a mesa hoje. Pode tirar o clima de pressão e guerra para comer, mas sim valorizar outros aspectos da vida dela, como por exemplo.
      Tente alegrar o jantar para ser mais fácil criar apetite, mesmo que estejam mais tempo na mesa.
      Atentamente Dr. Sérgio Pereira

  • Dilza Moreira
    25.04.2018

    Muita obrigada…por esta página..parabéns. ..
    Quando terminei de ler…estava me sentindo bem…aliviada …
    Vou procurar colocar em prática as dicas…
    tenho um neto filho que é imperativo…às vezes me sinto cansada sem saída. …mas agora vou agir conforme às dicas….abraços …

    • 27.04.2018

      Obrigado pela sua opinião e satistação.
      Esperamos sempre ser úteis.

  • Januzia
    28.04.2018

    Boa Tarde..
    Meu filho tem apenas 3 anos e é muito difícil lidar com ele.
    ele e elétrico 24 horas por dia.
    Porem tenho duvida sobre se ele e ou não hiperativo. Pois apesar da indisciplina ele e muito inteligente consegue ficar um bom tempo montando um quebra cabeça, assiste e presta atenção nos episódios dos desenhos a ponto de assistir novamente e jã saber o que vai acontecer.
    Entretendo sair de casa com ele e estresse na certa foi e muitooo inquieto.
    Parecem informações um pouco controvérsia mas e exatamente assim.
    Moro no interior baiano cidade pequena onde não temos acompanhamento com psicopedagogo nas escolas.

    • 19.05.2018

      Os sintomas que descreveu coincidem todos com o diagnostico de hiperatividade.
      Quando ha muito movimento ele consegue concentrar, quando ha pouco ele distrai-se de imediato.
      As crianças com hiperatividade são descritas como inteligentes e resolvem facilmente problemas complexos para a sua idade.
      Aconselho a introduzir no dia a dia dele atividades mais calmas e relaxastes. Ler livros e conversar de forma ordenada é uma excelente ajuda que você mesma lhe pode ajudar. Tablet, jogos de telemóvel e etc são de retirar por completo. Pode aprender informática num pc com o objetivo de aprender a trabalhar nele e não só jogar.
      Atentamente Dr. Sérgio Pereira

  • Anderson
    02.05.2018

    Bom dia tenho um filho de 4 anos que é imperativo não esta aprendendo na escola por não prestar atenção nas aulas o que posso fazer para eles da nais atenção nas coisas.

    • 19.05.2018

      Existe um plano de foco da atenção que dispomos no ITAD.
      Tem alguma possibilidade de vir ao nosso consultório para uma avaliação ?

      Atentamente Dr. Sérgio Pereira

  • Leandro poppi mendes
    05.05.2018

    Me chamo Leandro tenho 42 anos. Sou tdah. A grande mudanca tem de comecar nos pais e familiares. Minha mãe quando fui diagnosticado não aceitou. Tenho dois filhos com o mesmo diagnostico. O que precisa ficar claro, não é uma doença e sim um desvio de comportamento por falta de uma enzima do cérebro. As técnicas colocadas pelo Dr. Sérgio são sim funcionais. Porém como todo proceso de aprendizado leva algum tempo para funcionar. A atenção dada a quem tem este diagnostico feita na fase inicial pode no futuro mudar a vida destas pessoas. Dr. Sergio estes tempos li um estudo que colocou o uso da ritalina como não funcional. Eu usei e meu filho mais velho tb. O Sr. viu algo sobre isso?
    Obrigado desde já.

    • 19.05.2018

      Apreciado Leandro, muito obrigado pelo teu testemunho. Sem duvida que uma família com pais com conhecimentos sobre o tema ajuda imenso no desenvolvimento dos filhos com estas dificuldades de aprendizagem como é a hiperatividade e a falta de atenção.
      A Ritalina tem que funcionar pois é um químico bastante forte. Contudo o peso das pessoas pode influenciar e muito o efeito da medicação. O facto de também estar a tomar este fármaco sem estar clinicamente diagnosticado pode inclusive ser perigoso.
      Aconselhamos a expor essa situação ao medico que lhe prescreveu a Ritalina.

      Atentamente Dr. Sérgio Pereira

  • Gabriela Prado
    15.05.2018

    Olá estou com problemas com minha enteada de 4 anos no começo achava tudo graça dela mas percebi pesquisando que ela tem hiperatividade .Ela fica todo domingo comigo o pai e minha filha todos nós com muita paciência mas chega um ponto que ninguém mais aguenta ela é extremamente agitada briguenta e quer tudo do jeito dela se não chora e emburra.Ela acaba tirando a paciência de todos como faço para ajuda la? Pois pelo que li sobre hiperatividade isso afeta na escola. Ela já reclama para mim que a professora chama ela de chata e que não tem amigos eu converso com ela mas percebi que preciso de mais orientação de como fazer…
    com a mãe dela eu não tenho nem como fazer isso pois ela jamais aceitaria dizer que a filha tem hiperatividade

    • 18.05.2018

      Os pais aceitam os problemas dos filhos quando sabem que estes estão com dificuldades. A mãe pode negar o problema da filha, mas os professores e amigos irão muitas vezes alertar e a mãe irá ter que aceitar. Até isso acontecer, mostre à mãe artigos que falem sobre este problema para que ela se sinta cada vez mais sabia no tema e o possa aceitar porque conhece e não recusar o que não conhece.

  • Sterffani Rodrigues
    17.05.2018

    Oi Dr,

    Sou professora da educação infantil, alunos de 4 anos de idade, e na minha sala de aula tenho um garoto, sem laudo médico, que se encaixa em vários sintomas de hiperatividade.
    Às vezes é extremamente difícil controlá-lo, até porque tenho os demais alunos pra dar atenção, mas a partir de hoje, tentarei colocar em prática suas dicas!

    Torço para que dê certo!!

    Beijos!

    • 18.05.2018

      Esperamos que ajude. Só o fato de conseguir manter a calma ao lado dele já é muito positivo para si e para ele.
      consiga que ele fale calmamente, pois isso irá acalmar a sua mente e contribuir para diminuir muito a hiperatividade.
      Tudo de bom para si

  • Iara
    19.05.2018

    Tenho um sobrinho que nasceu de 7 mês agora está com 1 ano e meio não sabemos o que fazer e como lidar já levamos em vários médicos , não gosta de comer toma o mama pouco na mamadeira só dormindo não para quieto muito agitado tem dificuldade no sono chora por qualquer coisa ,o médico disse que se ele não quer come não é pra força . estamos preocupados demais Dr.

    • 04.06.2018

      Experimente deixa-los ter espaço para não querer comer, para poder atirar a comida ao ar, para poder deitar fora. Quando ele gostar da comida, tiver um aspeto infantil e especialmente, quando for para a mesa comer, que haja um ambiente muito agradável entre todos e não exista a pressão para comer. Até ele ganhar o gosto por voltar a comer, vá alimentando com outros alimentos variados como frutas, bolachas, vegetais cozidos e enfeitados de forma divertida, etc etc etc, a paciência também ajuda imenso nestes casos e quanto mais se divertir com a situação e não se furtar, mais rápido resulta.
      Favoreça o bom ambiente a comer e não a pressão e guerra para comer. Todos perdem assim.
      Att. Dr. Sérgio Pereira

  • Lilia Freitas
    28.05.2018

    Boa noite Dr tenho um menino com 7 anos foi diagnosticado com tdah e toma rubifen mas o comportamento dele esta pior so chama atenção a fazer o mal n respeita nenhuma das minhas regras ou limites leva me ao limite fazendo com q eu lhe de uma palmada e ele ri se como se nem sequer lhe tenha doído, ele n come direito nas refeições ele vai comendo o dia todo qd esta por casa eu escondo a comida pq mesmo q lhe diga não ele vai busca la e enfia tudo na boca para eu n lhe tirar. Na escola n tem boas notas e qd há confusoes ele está no meio e é sempre o primeiro a ser chamado ele mais pequeno estragava as construções dos outros para ficar de castigo de propósito. Se puder ajudar agradeço somos de Aveiro

    • 04.06.2018

      Aconselho a realizarem uma consulta de terapia familiar onde todos possam estar presentes. Tentarei ajudar-vos a terminarem a guerra e poderem experimentar estratégias para nutrir a paz a dialogo na família.
      Caso tenham esta possibilidade de vir a uma sessão em Lisboa, terei todo o gosto de poder ajudar-vos a não se sentirem tão perdidos e cansados. Ligue para a nossa clinica a pedir uma sessão de terapia familiar para todos dos membros. Atentamente Dr. Sérgio Pereira

  • Valquiria vieira da cunha costa
    06.06.2018

    Ola meu filho ja Fez uma vez o tratamento por 1 año más nao adiantou
    Agora parece q se agravou mais,nao sei o q faser ele Agirre os colegas.quase ficou um com tesoura.
    Nao se concentra na escola a profesora diz q ele e inteligente más nao para pra presta atencao.
    Ele nao cala a boca nem um minuto e muito eletrico, e gosta muito de chama atencao ele ja se deu socia no nariz de arranca Salguem.
    Se cortou com uma faca e esquentou e colocou nol cortado.
    Eu nao sei o q fasso.
    Quería sua ajuda. O q devo faser co. Ele. Obgd pela atencao.

    • 05.08.2018

      Vive perto de Lisboa ?
      Podemos agendar uma consulta presencial consigo para lhe explicar alguns dos comportamentos dele ?

  • Ariana
    08.06.2018

    Oi Dr meu filho é imperativo suas dicas me ajudaram muito obrigado

  • Cristiane Felix
    22.06.2018

    Boa tarde,
    Meu filho não foi diagnosticado com hiperatividade, mas desde de que entrou na creche em 2016 apresenta um comportamento agressivo, não se concentra, não consegue ficar parado, e desde então é reclamação todos os dias se não é da escola e dos avós que cuida ou de alguém que fica com ele. Agora em agosto faz 2 anos que ele passa com psicóloga, no ano passado ele ganhou uma bolsa de estudo numa escola particular com 10 dias ele foi expulso da escola foi então que encaminharam para o neurologista e a psiquiatra toma 20 gotas de levozine e mesmo assim é um menino agitado tiramos jogos damos disciplina já coloquei de castigo mas não adianta converso com ele todos os dias ele é filho único e sou separada mas ele lida muito bem com a separação eu pergunto porque que ele fica nervoso e a resposta sempre e que não lembra quando o neurologista passou o exame da cabeça que não me recordo o nome deu normal para idade já não sei o que fazer tento fazer de meu lar um ambiente tranquilo faço leitura, converso sobre Deus ensino as regras de bom comportamento e tudo onde fala sobre hiperatividade estou lendo apesar dele ainda não ser considerado hiperativo

    • 12.02.2019

      Parabéns por estar a conseguir lidar com uma situação muito complicada para a maioria das mães de filhos hiperativos.
      Se tem essa capacidade, possibilidade, oportunidade e amor, então é a melhor medicação que pode dar em casa, muita leitura, nada de gritos, muita conversa e regras. Ajudam imenso apesar de poder não ser suficiente por vezes, a largo prazo irão fazer imensa diferença nas capacidades escolares dele.
      Parabéns Cristine

  • Aline Silva
    18.07.2018

    Oi me chamo Aline tenho uma filha que é minha vida, ela tem 2 anos e desde bebê ela sempre demonstrou está sempre a frente das crianças de sua idade, ela tem muita energia nunca se concentra em nada.. quando saimos ela fica procurando algo para mexer… e quando é contrariada se irrita e sai correndo dizendo que vai embora, temos dificultade em coloca-la pra dormir, a pediatra passou senticalme pra ela , mas nao fez efeito nenhum, evito ate de sair com ela. E tento dar o maximo de atencao a ela, e quando tenho que trabalhar em casa,simplesmente ela nao me deixa quer atencao e ate chega a me bater… ela se estressa com tudo o que nao consegue fazer ou faz errado.. quem posso procurar para ter um diagnostico do que ela possa ter.. e ela é muito mas muito inteligente mesmo…

    • 12.02.2019

      Pela descrição que está a fazer, deveria ir a um psicólogo educacional.
      Certamente que será bem seguida com um técnico especializado nesta área, desde avaliação, conselhos como trabalho terapêutico.
      Atentamente Sérgio Pereira

  • Sara
    24.07.2018

    Bom dia tenho um filho de 5 anos. Q mostra todos esses sintomas.e não estou conseguindo controlar o meu nervoso em todo tempo ele quer chamar a atenção . Nao levo ele em festas por que fico com vergonha pois percebo q as pessoas reparam e isso me dói muito. Tenho uma filho de dez anos q é bem mais calmo…

    • 05.08.2018

      Não ha filhos nem comportamentos iguais.
      Ele terá de ser acompanhado.
      Os nossos programas de transtorno de atenção e hiperatividade têm uma duração de 6 meses. Poderá trazer o seu filho às nossas consultas ?

  • Keila cristina
    21.08.2018

    Olá doutor meu esposo tem uma neta de 3 anos agora ela É sua mãe está morando na nossa casa ..E depois que elas vieram a casa nunca mais teve paz ..a menina e um verdadeiro furacão se deixar ela fica 24 horas no ar ..E o dia tdo elétrica ela quer 5 coisas ao mesmo tempo já está aprendendo manipular as pessoas olha sinceramente tá difícil de aguentar

    • 02.11.2018

      Como a podemos ajudar nesta sua situação ?
      Pode vir a uma consulta com o seu esposo e sua neta para termos mais informações de como a ajudar?

  • Viviane Corrêa Mury Souza
    18.12.2018

    Boa noite!
    Tenho um filho de 3 anos pesa 17 kg que foi diagnosticado por ter um tique nervoso e hiperatividade…ele é mais agitado quando vamos á algum lugar do que em casa, o que posso fazer para ajudar meu filho?
    A doutora neuro pediatra passou risperidona 0,25ml gotas, 4 depois do almoço 4 depois do jantar, achei uma dose bastante alta…estou pensando em mudar de médico, me ajude?

    • 11.02.2019

      Todas as opiniões sobre medicação requerem uma analise mais profunda que não pode ser realizada por internet.
      Algo importante é realmente ter mais que uma opinião de médicos sobre os problemas que lhe podem aparecer. Contudo tem que pensar se o problema foi resolvido ou não. Medicação tem que ser muito bem controlada e analisada frequentemente a sua dosagem.

  • gerlandia gomes
    20.02.2019

    Tenho um filho com 8 anos que é imperativo estou desisperada por ajuda o psiquiatra passou 3 medicasoes para ele e ñ vejo resoltado

    • 07.03.2019

      Medicação nem sempre é imediata, contudo não se limite a tomar o que foi recomendado, pois este tipo de medicação tem de ser ajustada consoante os resultados que vá obtendo. Mais importante ainda é não limitar o tratamento somente à medicação, mas também ajuda psicológica especializada.

  • Caroline bueno
    24.04.2019

    Tenho uma filha de 7 anos com hiperatividade acima do normal fez tratamento com psicologa é psiquitria toma ritalina e rispiridona..e ultimamente anda tendo uns comportamento inacreditavel…

  • Rosilene de Cassia Saraiva
    28.07.2019

    Meu filho tem imperatividade e defiti de atenção toma remedio ritalina e fluxetina mas o que faz ele ficar bem e o ritalina so que quando passa o efeito ele se tranforma em uma criança agitada nao consigo tirar ele do celular ele adora assistir coisas de guerra e violentas e fico fazendo ele tirar o tempo todo mas se eu tiro o celular ele fica agitadiscimo tenho medo pois sei que ele não pode acistir essas coisa falo que vou tirar a internete eu tenho meu marido mas ele é iguinorante não sade lidar com ele aí eu não sei acabo discutindo com ele não sei se isso é certo ou errado pois estou fazendo isso perto do meu filho e ele ri quando isso acontece ele tem 10 anos e toma remédio desde os 7 foi quando consegui o diagnóstico mais ele sempre foi uma criança muito difícil agitada demorou para falar ele não e agrecivo mas percebi que esta ficando mais irritado e e a auto estima dele é baixa era pior mais depois que a neurologista passou a receitar o fluxetina deu uma melhorada sem o ritalina eu não aguento sera que ele vai ter que tomar remédio para sempre tenho medo da adolescência dele póis ja tenho 51 anos tive ele com41 e na epoca eu tomava remedio para panico e calmante parei de tomar o antidepressivo mas tinha que tomar o calmante as vezes pois o panico vinha e tinha que tomar leio muitas coisas sobre essa doença porque não tenho apoio psicológico nem para mim nem para ele e nem familiar as pessos só dizem coisas que só nos deixa se sentido só nao entende e falam esse menino não e normal tem alguma coisa eles não acha que imperatividade é doença acha que é apenas uma crianca agitada mas muito obrigada gostei muito do seu artigo li tudo

    • 29.08.2019

      Apreciada, não ha dois filhos iguais em feitio ou comportamento.
      A atitude do seu filho poderá ser explicado por vários motivos que trabalhado podem ser atenuados.
      Muitas vezes esses comportamentos podem-se dever a que em casa tem toda a sua atenção, mas não rua não, então provoca situações constrangedoras e alarmante para que tenha sempre a sua atenção mesmo em momentos que está a prestar atenção a outra pessoa ou situação.

  • Deborah
    28.08.2019

    Olá tenho uma filha de 4 anos e 8 meses, e ultimamente o comportamento dela está difícil, minha filha em casa é super calma, mas quando levo ela a lugares, qualquer lugar, ela entra em uma energia incontrolável, se é um restaurante, ou casa dos primos, parece uma criança que ñ tem limitações fico muito aborrecida com o comportamento dela, pois em casa é um amor e fora de casa parece um carro sem freio onde saí batendo e causando varios aborrecimentos, chego em casa converso, explico, as vezes bato, deixo de castigo, mas sempre reage assim, em casa ela comporta-se lindamente ñ me dá nenhum trabalho se recebo visitas ou levo ela a lugares ela faz de tudo pra chamar atenção e perde a noção das coisas, passo cada vergonha por que em casa ela tem um comportamento e na rua tem outro, e pra educar ela na rua na frente de todos nem sempre é possível as vezes pela vergonha, ou pelo agitamento dela mesma que vc pode falar, explicar e ñ resolve..
    pensava em um segundo filho, com esse comportamento dela perdi totalmente a vontade e ñ quero mais de jeito nenhum

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *