Clínica de Psicología em Lisboa

ITAD » Blog »

Dispraxia

Postado por preguntador, em 13 Dezembro 2022 na

Bom dia, sou adulta (30 anos) e tenho tido algumas complicações recentemente (problema nas costas e no braço) por atividades que estiveram a requerir nao muito esforzo. Estive a ler sobre a dispraxia e desde criança tenho muito da sintomologia. Queria saber se e possivel ter uma avalidação para adultos

Insucesso escolar

Postado por preguntador, em 13 Dezembro 2022 na

Bom dia, a minha filha está no 11º, e está com muita dificuldade de aprendizagem. Piorou no 9º e de certa forma desmotivou com as aulas on.line, na altura da pandemia. Vivemos em Angola, ela estuda num colégio de ensino português, que foi sempre o mesmo desde que viemos para cá.Neste momento, com as notas do 1º periodo, estou extremamente preocupada e a tentar encontrar soluções para ajudar. Gostaria de saber a v/ opinião e se possivel suporte.

Como posso saber se o meu filho é hiperativo ou tem déficit de atenção.

Postado por preguntador, em 11 Maio 2022 na

Bom dia. Preciso de ajuda. Tenho dois filhos: 7 e 4 anos. Têm ambos personalidades fortes, mas ando preocupada com o meu filho mais velho. Por mais que eu tente ou que leia, tem (muitos) momentos em que é difícil gerir a situação. Ele não consegue lidar com a frustação, é muito impaciente, só quer brincar como ele quer e por mais que o avise muitas vezes não mede o perigo tanto com ele como com o irmão. Nas aulas […]

Vício do jogo

Postado por preguntador, em 11 Maio 2022 na

Como ajudar um pai idoso que tem o vício do jogo e não aceita qualquer tipo de ajuda a não ser em dinheiro. A ajuda que lhe estamos a oferecer é de procurar ajuda para reestruturar as dívidas que tem e pagar algumas dívidas. Tem dívidas acumuladas e corre o risco de não ter dinheiro para comer. Não fala connosco até à sua morte (palavras dele) se não o ajudarmos monetariamente.

ciúme patológico

Postado por preguntador, em 11 Maio 2022 na

Neste momento eu e a minha mulher vivemos uma situação de extrema gravidade dado que gostamos um do outro mas ela vive obcecada com a falsa ideia de eu ter outra pessoa, vê o meu telemóvel por todas as formas, segue-me já contratou pessoas para me seguir, poe micros e camaras pela casa e mesmo nada disto tendo retornado qualquer sinal de infidelidade, não se convence disso e continua perpetrando uma perseguição obsessiva criando um enorme mal estar pelo que […]