Clínica de Psicología em Lisboa

ITAD » Enurese Noturna

Enurese Noturna

Fazer xixi na cama é algo que algumas mães referem na consulta e os filhos descrevem com vergonha o que acontece todos os dias quando acordam. Os nossos profissionais chamam a este acontecimento Enurese Noturna.

Enurese Noturna

A Enurese Noturna refere-se, especificamente, à perda involuntária de urina enquanto a criança dorme. Na ausência de situações adversas, o controlo dos esfíncteres, quer diurno quer noturno, ocorre, em cerca de 98% das crianças, até aos 5 anos de idade.

Até esta idade, o facto de uma criança, sem querer, molhar a cama no máximo uma vez por semana é aceitável, já que o mecanismo de controlo da bexiga ainda se encontra em amadurecimento.

A Enurese Noturna pode ser primária, isto é, quando a criança nunca conseguiu adquirir o controlo dos esfíncteres durante o período nocturno, ou secundária, na qual a criança foi capaz de controlar os esfíncteres durante a noite num período de cerca de 6 meses e, de repente, passou a molhar a cama com alguma frequência e sem motivo aparente, havendo portanto uma regressão. É de extrema importância ter em atenção que o diagnóstico só pode ser estabelecido depois de ter sido feito o despiste de outro tipo de patologia orgânica.

Esta disfunção em crianças mais crescidas começa a ter implicações no seu dia-a-dia e acaba por limitar as actividades sociais da criança em vários aspectos, levando muitas vezes ao isolamento social, conflitos com os pais e diminuição da sua auto estima.

A Enurese Noturna é involuntária, pelo que a criança nunca deve ser punida ou culpabilizada. Um ambiente de ansiedade ou rigor excessivos em relação a este problema podem tornar-se prejudiciais e atrasar a sua resolução. Neste sentido, os pais apresentam um papel fundamental na resolução deste problema, ajudando a criança a ultrapassá-lo e não transformando estes episódios numa situação traumática.

Segue-se uma lista de medidas que os pais podem pôr em prática e que ajudam na resolução do problema:
– Tenha paciência e reconforte-o: Independentemente da idade do seu filho, o aspeto mais importante na abordagem deste problema é manter uma atitude positiva, dar o seu apoio e mostrar-se confiante na capacidade de ele conseguir aprender a controlar a bexiga. Não pressione, não castigue nem culpabilize a criança por molhar a cama, pois tudo isto o vai fazer sentir-se incapaz e o problema tenderá a agravar-se;
– Elabore uma tabela: Faça uma tabela para registar as noites secas do seu filho e envolva-o neste processo. Sempre que não fizer chichi na cama a criança coloca na tabela um “Smile” ou um sol. Avalie a tabela no final da semana e recompense-o pelas noites secas. Este sistema de recompensas ajuda a motivar e dá-lhes um objectivo pra alcançar;
– Estabeleça rotinas: Deite a criança sempre à mesma hora e estabeleça uma rotina que inclua a ida à casa de banho antes de se deitar;
– Limite a ingestão de líquidos: Por vezes reduzir a quantidade de líquidos a partir de uma determinada hora acaba por ajudar, nomeadamente à hora do jantar;
– Treine o seu filho para identificar a bexiga cheia: estimule a criança a ingerir líquidos durante o dia para que possa reconhecer a sensação de bexiga cheia;
– Acordar à noite: Também ajuda se conseguir determinar a hora a que o seu filho habitualmente faz chichi na cama. Se isso acontecer duas horas depois de ir para a cama, pode acordá-lo a essa hora para ir à casa de banho. Pode também optar por lhe colocar o despertador no quarto para ele se levantar e ir sozinho;
– Localização do quarto: O quarto do seu filho deverá ficar o mais próximo da casa de banho para facilitar o acesso;
-Deixar uma luz acesa: Para indicar claramente o caminho para a casa de banho;
-Nunca encorajar o uso de fraldas: Pode parecer uma solução prática, mas apenas está a adiar o problema e é embaraçoso para a criança;
-Utilização de alarmes: Existem no mercado, alarmes concebidos para ajudar no processo de aquisição de controlo dos esfíncteres que têm demonstrado ser eficazes. Sempre que o seu filho molhar a cama, apenas com umas gotas, o alarme toca ou vibra e faz despertá-lo para ir à casa de banho.

Muitas vezes, a Enurese Noturna resolve-se seguindo estas recomendações. No entanto, existem situações em que estas medidas não são suficientes e existe a necessidade de uma intervenção mais clínica. Nestes casos deve fazê-lo recorrendo a um especialista. No caso de ser pai ou mãe de um filho/(a) que está a passar por esta situação, recomendamos que marque uma consulta com os nossos psicólogos na clínica em Lisboa do Instituto de Apoio e Desenvolvimento – ITAD, para que em pouco tempo o seu filho se sinta livre desta problemática grave que lhe está a deteriorar a auto-estima.

Dr. Sérgio Pereira
Psicologa em Lisboa do ITAD
Psicólogo e Terapeuta da Fala no ITAD em Lisboa
Clínica de psicologia e terapia da fala ITAD
Terapia da Fala e Psicólogo na Clínica do Itad em Lisboa
Rua Professor Fernando da Fonseca N8A. 1600-618 Lisboa – Portugal
211 371 412 – 961 429 911